Em Juazeiro do Norte, a eleição será polarizada (OPINIÃO)

Com o recente e esperado anuncio de David de Raimundão (MDB), em retirar sua pré-candidatura para apoiar Fernando Santana (PT), a certeza de uma eleição polarizada no Juazeiro se concretizou, tendo em vista o potencial dos dois pré-candidatos a prefeito da terra do Padre Cicero.

Fernando Santana (PT), tem o apoio de diversas lideranças não só municipal, mas também estadual. Até então é o deputado estadual que mais envia recursos para Juazeiro do Norte. Dificuldades pelo caminho há de encontrar pela sua aproximação com a política barbalhense, mas nada que um bom marketeiro não possa resolver.

Já Glêdson, conta com o apoio de uma parte da população que desaprova a condução de sua ferrenha oposição na Câmara Municipal. 16 vereadores juntos conseguiram transferir apenas 7 mil votos para Roberto Claúdio em 2022. Sendo o menos votado em Juazeiro. Glêdson conseguiu se blindar por 3 anos e meio de acusações e denúncia de vereadores. Terá no seu palanque toda a oposição ao governo Elmano de Freitas (PT). E o eleitorado de Bolsonaro, que atingiu uma pequena margem de 30 mil votos em 2022 na terrinha.

Sem David, os dois pré-candidatos com um forte potencial para chegar até o Palácio José Geraldo da Cruz será Fernando e Glêdson, que terão uma eleição dificil e polarizada, com diversos apoios e uma luta para conquistar uma margem de 60% do eleitorado juazeirense que se encontra indeciso para as eleições de 2024.

Por: Karol Matos – Política de A a Z

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top