Operação Policial resulta em bloqueia R$ 101 milhões de site de apostas ilegal promovido por influenciadores

A ação ocorreu após o programa Fantástico divulgar detalhes de uma investigação

Uma operação policial desencadeada em São Paulo resultou no bloqueio de R$ 101 milhões de uma plataforma de apostas online, conhecida como Blaze, que promovia o ilegal “Jogo do Aviãozinho”. A ação ocorreu após o programa Fantástico divulgar, com exclusividade, detalhes de uma investigação sobre essa prática criminosa.

O jogo, apelidado de Crash, é um dos principais oferecidos pela Blaze. Nele, os participantes assistem a um avião virtual voar enquanto o valor da premiação aumenta. O desafio consiste em decidir quando interromper o voo, pois, se a palavra “Crashed” surgir antes disso, a aposta é perdida. A prática é considerada ilegal no Brasil, sujeita a punições para empresas, apostadores e promotores, incluindo influenciadores nas redes sociais.

A polícia de São Paulo iniciou a investigação após denúncias de que a plataforma não estava honrando os prêmios mais altos, levantando suspeitas de estelionato. Vítimas relataram prejuízos significativos, com relatos de manipulação e dificuldades no saque dos ganhos.

Bloqueio judicial

A Justiça bloqueou R$ 101 milhões da Blaze e determinou a retirada do site do ar. No entanto, a ordem judicial não teve o efeito desejado, já que a plataforma continuou operando com novos endereços eletrônicos. A empresa, que alega ter sede em Curaçao, não possui representantes legais no Brasil, dificultando a identificação dos responsáveis.

Relatórios financeiros indicam que parte do dinheiro arrecadado pela Blaze seria destinada a três brasileiros, apontados como os donos ocultos da empresa, segundo informações da polícia.

Influenciadores que promoviam a Blaze também estão sob investigação. Viih Tube, Juju Ferrari e Jon Vlogs foram mencionados na reportagem do Fantástico. Viih Tube solicitou o encerramento do contrato com a Blaze ao tomar conhecimento das denúncias. Juju Ferrari afirmou que não divulga mais a plataforma e que sua relação era apenas publicitária. Jon Vlogs, por sua vez, alega ter um contrato de exclusividade como influenciador.

Por: Redação Caririensi

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top