Mulher vítima de latrocínio morre em Juazeiro após cinco meses de luta

Na última terça-feira, uma mulher vítima de latrocínio faleceu no Hospital Regional do Cariri (HRC) em Juazeiro, marcando exatamente cinco meses desde o ataque. Simonia Rodrigues de Lima Santos, 50 anos, moradora da Rua Leonardo da Silva Fontes na Vila Real (São José), não resistiu aos ferimentos causados por um tiro na coluna.

Simonia, auxiliar de merendeira na Creche Padre Francisco Jacinto de Barros, no bairro Triângulo, foi atacada no dia 2 de fevereiro enquanto seguia ao trabalho às 06h30min. Na Rua Gonçalo Alves de Paiva, no bairro São José, um jovem armado saiu do matagal e anunciou o assalto. Além de roubar a moto Honda Biz 125 vermelha que Simonia pilotava, o criminoso disparou contra ela, deixando-a gravemente ferida.

O ataque ocorreu próximo à PVC Indústria e Comércio de Plásticos LTDA. Simonia foi prontamente socorrida pelo SAMU e submetida a uma cirurgia no mesmo dia. Contudo, após várias idas e vindas ao hospital, ela retornou ao HRC no dia 4 de junho e, infelizmente, faleceu nesta terça-feira devido à gravidade dos ferimentos.

A polícia recuperou a moto abandonada na Rua 31 de Março, no bairro Triângulo, e apreendeu o acusado, um jovem de 16 anos, na Rua Francisca Leila Boaventura, também no Triângulo. Além do adolescente, foram encontrados dois revólveres, incluindo a arma usada no crime. No entanto, o menor foi apenas ouvido e liberado aos pais.

O jovem já era suspeito de um outro crime. Em 23 de outubro de 2023, ele teria atirado no motorista de transporte escolar da Secretaria de Educação de Juazeiro durante uma tentativa de roubo de moto.

Por: Redação Caririensi

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top