Presidente da Câmara Municipal de Farias Brito é acusado de improbidade administrativa e omissão

Após uma série de eventos tumultuados, a Câmara Municipal de Farias Brito recebeu uma denúncia apresentada pelo ex-prefeito de Farias Brito José Vandevelder Freitas Francelino contra o presidente da Câmara, Raul da Serra, que vem se recusando a pautar a denúncia e a abrir uma sessão extraordinária para tratar do assunto.

Na última quarta-feira, 02, uma sessão extraordinária foi convocada para as 9h, com a presença de todos os vereadores. No entanto, o presidente se recusou a abrir a sessão, o que resultou em horas de impasse na câmara municipal. Mesmo com a tentativa do vice-presidente de iniciar a sessão, a situação acabou em confusão, com os vereadores permanecendo na câmara até às 21h, quando a sessão foi finalmente aberta, mas à luz de velas, devido a problemas técnicos.

A denúncia apresentada contra o presidente, Raul da Serra, acusa-o de improbidade administrativa e omissão no cumprimento do dever legal. Segundo a denúncia, ele teria deixado de submeter diversos projetos de lei ao processo de publicação e promulgação, violando a legislação vigente. Além disso, ele é acusado de não zelar pelo prestígio e decoro do legislativo, desrespeitando seus colegas vereadores.

O presidente também é acusado de utilizar recursos públicos de forma inadequada, incluindo gastos excessivos com softwares de transparência e uso indevido de veículo oficial e combustível para fins pessoais. Essas alegações foram respaldadas por recomendações do Ministério Público do Estado do Ceará e processos administrativos instaurados contra a Câmara Municipal de Farias Brito.

Diante das acusações, a denúncia requer a destituição de Raul Franklin Carvalho de Sousa do cargo de Presidente da Câmara Municipal de Farias Brito e a convocação de uma sessão extraordinária para eleição de um novo presidente.

Por: Redação Caririensi

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top