Professores da Rede Estadual do Ceará aprovam estado de greve e anunciam mobilizações

Em uma assembleia geral realizada na sexta-feira, 15, em Fortaleza, os professores da rede estadual de ensino do Ceará aprovaram o estado de greve. O sindicato que representa a categoria anunciou uma série de mobilizações que serão realizadas a partir da próxima terça-feira, 19, incluindo duas paralisações antes da greve iminente, programada para iniciar em 8 de abril.

Sob o lema “Acorda, [governador] Elmano! Se a negociação não avançar, a educação vai parar”, a entidade sindical convoca a atenção das autoridades para as demandas dos professores.

Além de declararem estado de greve, os professores aprovaram um “calendário de lutas”, que prevê diversas ações de protesto, incluindo mobilizações nas escolas e virtualmente, paralisações, visitas à Assembleia Legislativa do Ceará (Alece) para cobrar apoio e efetivação da comissão da reforma da Previdência, e um ato no Palácio da Abolição, sede do Poder Executivo estadual.

As reivindicações da categoria incluem o reajuste salarial acima da inflação, um mínimo de 90% do Fundeb para a valorização do magistério, o pagamento de dívidas do Estado com os professores, a criação de carreira e realização de concurso para os funcionários da educação, e a criação do Fundo Estadual da Educação, entre outras.

Por: Redação Caririensi

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top