Quadro clínico de comerciante esfaqueada em Juazeiro permanece grave; divulga o Hospital Regional do Cariri

Atualmente, ela está sedada, intubada e respirando com a assistência de um respirador mecânico

A comerciante Laísa do Nascimento Andrade, 26 anos, continua lutando pela vida no Hospital Regional do Cariri (HRC) após ter sido esfaqueada na tarde de sexta-feira, 12, em Juazeiro. A mais recente nota emitida pela direção do HRC revela que Laísa permanece internada na UTI, seu estado de saúde é considerado grave, e não há previsão de alta hospitalar. A paciente está sob cuidados das equipes de neurocirurgia, cirurgia vascular e cirurgia geral.

Na terça-feira, 16, Laísa passou por um procedimento neurocirúrgico para reduzir a pressão intracraniana causada por uma das lesões à faca que atingiu a artéria vertebral em seu pescoço. Atualmente, ela está sedada, intubada e respirando com a assistência de um respirador mecânico. Novos exames de tomografia de crânio estão programados para hoje, enquanto os exames de sangue indicam estabilidade.

Sobre o caso

Enquanto Laísa luta pela recuperação, a investigação do crime avança. Cinco suspeitos estão detidos, incluindo dois autores intelectuais, um intermediador e dois executores. Uma reviravolta nos depoimentos surgiu com a atendente de telemarketing Savana Silva de Oliveira, 24 anos. Savana assumiu a autoria intelectual do crime, eximindo seu companheiro, o dentista Francisco Jonhnatan Alves e Silva, 38 anos, de qualquer responsabilidade, alegando que ele não tinha conhecimento da trama.

Por: Redação Caririensi

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top