Sudene aprova investimento de R$ 123 milhões em parques solares no interior do Ceará

O investimento total previsto para as duas plantas é de expressivos R$ 383,3 milhões

A Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) anunciou na última segunda-feira, 04, a aprovação de um financiamento no valor de R$ 123,9 milhões para impulsionar a implementação de dois parques solares fotovoltaicos no interior do Ceará. O montante será direcionado às empresas Bom Jardim Energia Solar 1 e 3 SPE, pertencentes ao grupo Qair International, e ambas serão instaladas no município de Icó. O investimento total previsto para as duas plantas é de expressivos R$ 383,3 milhões.

Os empreendimentos fazem parte do Complexo Fotovoltaico Bom Jardim, composto por um total de 10 Sociedades de Propósito Específico (SPEs). A estimativa da empresa é a geração de aproximadamente 700 empregos diretos durante a fase de implantação, além de outros 100 empregos indiretos em setores correlacionados, como hospedagem, alimentação, postos de gasolina, locação de residências, prestação de serviços gerais, entre outros.

O Complexo de Bom Jardim será interligado ao Porto de Pecém, representando um avanço para os futuros projetos de produção de hidrogênio verde na região. Heitor Freire, diretor de Gestão de Fundos e Incentivos Fiscais da Sudene, destacou a importância estratégica do empreendimento: “Esses investimentos falam para o futuro, têm capacidade de produzir mais negócios, que irão impactar positivamente no desenvolvimento econômico da região”.

Vale ressaltar que o grupo Qair International é pioneiro na introdução da tecnologia de hidrogênio verde no Ceará, sendo responsável pelo lançamento da primeira molécula desse tipo no estado. O diretor Heitor Freire reforçou a visão de futuro desses investimentos, afirmando que “têm a capacidade de gerar mais negócios, contribuindo positivamente para o desenvolvimento econômico local”.

Cada um dos dois parques de geração da Bom Jardim Energia Solar será equipado com módulos fotovoltaicos, totalizando uma capacidade instalada de 59,6 MWp em geração primária (Corrente Contínua) e 48,118 MW na saída dos inversores (corrente alternada). O financiamento, que representa cerca de 32% do valor total a ser investido, será operado pelo Banco do Nordeste.

Por: Redação Caririensi

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top