Ex-Secretário de Infraestrutura de Aurora retorna ao regime semiaberto; defesa alega erros judiciários

Chico Neto foi liberado na segunda-feira, 4, e defesa aponta equívocos no sistema judiciário

O ex-secretário de Infraestrutura de Aurora, Francisco Tavares de Oliveira Neto, conhecido como Chico Neto, foi solto nesta segunda-feira, 4, após sua defesa alegar que a prisão ocorreu devido a erros no sistema judiciário cearense. A advogada Evelyne Viviane Ramalho explicou nas redes sociais que a detenção se deu por uma falta de atualização no horário de recolhimento, quando Chico Neto passou a cumprir pena em Aurora.

Segundo a defesa, enquanto estava em Juazeiro do Norte, o horário estabelecido para o recolhimento era às 18h. Contudo, ao ser transferido para Aurora, esse horário foi ajustado para às 19h. A demora na atualização dessas informações teria levado a alegações equivocadas de violação do regime semiaberto.

A advogada afirmou que não houve descumprimento das determinações judiciais, e Chico Neto continua no regime semiaberto. Vale destacar que a prisão ocorreu em decorrência de uma condenação por tortura de funcionários, relacionada a um caso ocorrido em outubro de 2020. O ex-secretário foi exonerado após apenas 46 dias no cargo, devido a uma recomendação do Ministério Público, que questionou sua capacidade técnica para a função.

Apesar da reversão da prisão e da restituição do regime semiaberto, Chico Neto permanece com a condenação por tortura, compartilhando essa sentença com José Ribamar Gonçalves, pai do ex-secretário.

Por: Redação Caririensi

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top