Sisu implementará novas regras de cotas a partir de janeiro de 2024; mudanças sancionadas por Presidente Lula

A Lei de Cotas também ajustou o limite de renda familiar para os candidatos a cotas

Na próxima edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), marcada para janeiro de 2024, entrarão em vigor as atualizações na Lei de Cotas, sancionadas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta segunda-feira (13). O Sisu, que une as vagas de instituições públicas de ensino superior, passará por ajustes significativos no processo de seleção dos estudantes com base nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

De acordo com o Ministério da Educação, a principal modificação é a classificação inicial de todos os candidatos para as vagas de ampla concorrência, independentemente dos critérios de cotas. Somente depois serão consideradas as reservas destinadas aos cotistas. Anteriormente, os cotistas concorriam exclusivamente às vagas designadas para cotas, mesmo que obtivessem pontuações competitivas na ampla concorrência.

A Lei de Cotas também ajustou o limite de renda familiar para os candidatos a cotas, reduzindo-o de um salário mínimo e meio para um salário mínimo, atualmente fixado em R$ 1.320 por pessoa da família.

Outras mudanças notáveis incluem a inclusão de estudantes quilombolas como beneficiários das cotas, alinhando-se às políticas existentes para pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência (PcDs). Além disso, a legislação agora estabelece prioridade para cotistas no acesso ao auxílio estudantil e estende as políticas afirmativas para a pós-graduação.

Por: Redação Caririensi

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top