Pesquisa da AMA Cariri revela alarmante carência de assistência a pessoas com autismo em Caririaçu, Ceará

Caririaçu enfrenta desafio crítico na assistência a pessoas com autismo, aponta pesquisa da AMA Cariri

Caririaçu encontra-se diante de uma grave escassez de recursos e serviços destinados à população autista. Uma pesquisa recente conduzida pela Associação dos Amigos do Autista do Cariri (AMA Cariri) revelou a alarmante falta de assistência, destacando a urgência na melhoria das políticas de saúde locais.

No período de junho a agosto de 2023, a pesquisa, que teve a participação de 43 famílias de pessoas com autismo em Caririaçu, foi conduzida, ressaltando a importância das mães (100,00%) como principais fontes de informação. Essas mães, peças fundamentais no cuidado e na busca por recursos para suas famílias, ofereceram um panorama abrangente das necessidades e desafios enfrentados pela população.

A falta de recursos é notável em diversos aspectos. A Terapia Ocupacional desponta como a terapia mais ausente, atingindo 100% de carência. Além disso, serviços cruciais como Neuropediatra (79,07%), Fonoaudiologia (51,16%) e Psicologia (39,53%) também estão em falta. A ausência da Terapia Ocupacional é preocupante, uma vez que desempenha um papel crucial no desenvolvimento e na qualidade de vida de indivíduos com autismo. Essa terapia auxilia na aquisição de habilidades sociais, emocionais e práticas, fundamentais para uma vida mais independente.

A falta de Neuropediatras é prejudicial também, já que esses especialistas desempenham um papel fundamental no diagnóstico e tratamento de distúrbios neurológicos. Os Fonoaudiólogos e Psicólogos desempenham um papel vital no desenvolvimento da comunicação e no suporte emocional das pessoas com autismo, e sua falta traz sérias consequências.

Segundo a pesquisa da AMA Cariri, a urgência de ações para melhorar o acesso a esses serviços em Caririaçu faz-se necessário. A falta de assistência adequada impacta negativamente a vida das pessoas com autismo e também sobrecarrega as famílias, que geralmente precisam buscar tratamento em cidades vizinhas, acarretando custos adicionais e requer deslocamentos frequentes.

Por: Redação Caririensi

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top