Padre Paulo comemora 18 anos de sacerdócio como o primeiro padre vereador da cidade Juazeiro do Norte

Durante sua jornada religiosa, Padre Paulo atuou em diversas paróquias, desempenhando papéis cruciais para a comunidade

No dia 5 de novembro, Padre Paulo César de Lima Andrelino comemorou duas importantes marcas em sua trajetória: os 18 anos de dedicação como sacerdote e o reconhecimento como o primeiro Padre Vereador da cidade de Juazeiro do Norte. Seu percurso eclesiástico teve início após concluir os estudos de Filosofia no Seminário São José, em Crato, e Teologia em Quixadá, sendo ordenado pelo Bispo Dom Adelio Tomasim, em 2005.

Durante sua jornada religiosa, Padre Paulo atuou em diversas paróquias, desempenhando papéis cruciais para a comunidade, desde pároco a administrador paroquial, até iniciar uma nova etapa como legislador na Câmara Municipal de Juazeiro do Norte. Nesse novo capítulo, Padre Paulo não apenas celebrou também a passagem de um ano de atuação na Câmara, mas também sua participação ativa na criação e aprovação do inovador projeto de lei que estabelece o Observatório da Violência Contra a Mulher.

Aprovado e sancionado pela Câmara Municipal, o projeto idealizado pelo vereador Padre Paulo busca a criação de um banco de dados municipal para a sistematização de informações relacionadas à violência contra as mulheres. Em suas palavras, o reverendo justifica: “O presente projeto de lei terá o propósito de colher e compartilhar informações e dados significativos referentes à violência contra mulheres. A violência praticada contra mulheres é uma realidade do cotidiano, e tem sido subnotificada por diversas áreas.”

Padre Paulo, reconhecido por sua produtividade legislativa, não apenas se destacou na implementação do programa de observação da violência, mas também como um dos mentores de um projeto de combate à fome, distribuindo refeições para a população necessitada. Ao longo de sua atuação na Câmara, o vereador apresentou 227 requerimentos, 4 produções de resolução, 22 projetos de lei ordinária e 2 projetos de lei complementar.

Por: Redação Caririensi

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top