Crescimento urbano no Cariri triplica em 38 anos e levanta alerta sobre riscos

O município de Salitre se destacou com o maior crescimento percentual

A área urbana na região do Cariri registrou um crescimento notável nos últimos 38 anos, triplicando em extensão e despertando preocupações sobre a expansão desordenada e os riscos associados a esse desenvolvimento acelerado. De acordo com dados obtidos pelo Jornal do Cariri através de estudos conduzidos pelo MapBiomas, a área urbana da região aumentou de 38,69 km² em 1985 para 144,54 km² no ano passado. Esses dados foram coletados através de uma iniciativa colaborativa que envolve ONGs, universidades e empresas de tecnologia.

O município de Salitre se destacou com o maior crescimento percentual, expandindo sua área urbana de 10 hectares em 1985 para 204 hectares em 2022, representando um aumento de 1940% ou uma área de 2,04 km². Enquanto isso, as cidades que compõem o Crajubar também testemunharam um crescimento expressivo em extensão urbana. Juazeiro do Norte passou de 15 para 48 km², Crato de 5 para 18, e Barbalha de 3 para 16. Mesmo a cidade menos populosa do Ceará, Granjeiro, viu sua área urbana crescer de três hectares em 1985 para 19.

Contudo, essa expansão urbana não tem sido linear. Com o rápido crescimento, surgem preocupações sobre a falta de ordenamento territorial e os riscos associados a áreas vulneráveis a desastres climáticos. Segundo o MapBiomas, as cidades brasileiras estão se expandindo particularmente em zonas de risco, incluindo áreas suscetíveis a inundações, deslizamentos, secas e estiagens. Mayumi Hirye, da equipe de áreas urbanas, expressa: “As cidades estão crescendo, sobretudo em áreas que representam algum risco. Isso acende vários alertas sobre a forma como temos urbanizado as cidades.”

Os números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que 9.898 pessoas vivem em áreas de risco nas cidades de Crato, Juazeiro do Norte, Lavras da Mangabeira, Mauriti e Missão Velha, distribuídas em 2.972 domicílios. A maioria desses territórios vulneráveis a desastres está localizada em favelas.

Por: Redação Caririensi

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top