Autor de ataque brutal a creche em Santa Catarina é condenado a 329 anos de prisão em júri popular

O crime aconteceu em abril de 2021


Imagem: Reprodução/ Redes Sociais

No desfecho de um julgamento que chocou o país, o homem responsável pelo terrível ataque a uma creche em Saudades, Santa Catarina, enfrentou o júri popular e recebeu uma sentença de 329 anos e quatro meses de prisão nesta quinta-feira, 10.

O Julgamento

O júri popular, presidido pelo juiz Caio Lemgruber Taborda, teve início na quarta-feira, 9, e as argumentações da defesa e acusação foram retomadas no segundo dia. A defesa ainda pode recorrer da decisão. O réu enfrentava 19 acusações de homicídio, entre consumados e tentados, resultando na morte de três crianças e duas professoras. Um menino de 2 anos também foi ferido no ataque.

Indenizações às Vítimas 

Além da longa pena de prisão, o réu foi condenado a pagar indenizações às vítimas. Os valores foram fixados em R$ 500 mil para cada família das vítimas falecidas, R$ 400 mil para a família do bebê que conseguiu se recuperar a tempo e R$ 40 mil para cada uma das 14 vítimas de tentativa de homicídio.

Relembre o Ataque

No dia 4 de maio de 2021, o acusado invadiu uma creche na cidade de Saudades (SC) e tirou a vida de forma brutal de duas professoras e três bebês. Desde o dia do crime, o homem estava preso preventivamente.

O Relatório de Acusação

A promotoria apresentou um relatório detalhado de 98 páginas, revelando a ação do acusado. O relatório mencionava a fabricação de bombas, a tentativa de adquirir uma arma de fogo e seu envolvimento em questões de ódio direcionadas a crianças e mulheres.

A Mudança de Alvo

A acusação informou que a dificuldade de adquirir uma arma de fogo fez o réu alterar seu alvo dois meses antes do crime. Ele entrou na escola com um livro, aparentemente para disfarçar suas intenções, no momento do ataque.

O júri popular ocorreu no fórum de Pinhalzinho, com um rigoroso esquema de segurança. Durante o julgamento, três vítimas, três testemunhas de acusação e três testemunhas de defesa foram ouvidas.

Por: Redação Caririensi

 

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top