CPI EM POTENGI; Vereadores investigam indício de corrupção do prefeito Edson Veriato

Vereadores da Câmara Municipal de Potengi, iniciaram, nesta segunda-feira (07), Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), para investigar denúncias e indícios de corrupção administrativa na Prefeitura de Potengi, gestão de Edson Veriato (PSOL).

Imagens: Reprodução/ Redes Sociais 
Agência Caririensi 
De acordo com o requerimento de infração político-administrativa, ao apresentar a abertura de processo, para realização dos serviços de coleta de lixo, contratando a empresa Amparo Serviços e Empreendimentos Eirelli – ME, argumentando caráter de urgência, no primeiro ano de mandato (2021), o prefeito Edson Veriato continuou, até novembro de 2022, o contrato com a empresa, utilizando mais de R$ 700 mil reais do orçamento municipal. 
O requerimento também mostra provas que, a empresa em questão, aparece em segundo lugar das despesas da cidade, no decorrer desse ano e, a contratação mensal, é de R$ 84.606, 62 mil reais. 
No decorrer da denúncia, há vários documentos mostrando irregularidades e prejuízos aos cofres públicos de Potengi.

Gostou da matéria, Compartilhe!

Scroll to Top